sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Consórcio de Belo Monte demite 150 funcionários que pediam melhores condições de trabalho


O consórcio Norte Energia, responsável pela construção da hidrelétrica de Belo Monte no rio Xingu (PA) demitiu hoje cerca de 150 trabalhadores que protestavam por melhores condições de trabalho.  As informações são da Folha de São Paulo.

O protesto aconteceu no canteiro de obras da usina em Vitório do Xingu, a 945 quilômetros de Belém.  Os funcionários haviam paralisados as atividades na manhã no último sábado e segundo o jornal haviam apresentado as reivindicações à diretoria do consórcio no mesmo dia.

Hoje ao chegarem para trabalhar, uma lista com os nomes dos demissionários havia sido colocado na entrada do local.  Os funcionários foram levados até a rodoviária de Anapu, de onde retornariam a suas cidades natais.

Reivindicações
O grupo pedia aumento salarial, aumento do valor do vale-alimentação e uma diminuição no intervalo das folgas para visita à família, atualmente de seis meses (benefício dos que moram fora da região) e o fim dos desvios de funções.

No mês passado, um protesto liderado por indígenas paralisou as obras da usina em protesto aos impactos que serão gerados pela construção de Belo Monte.

Fonte: Amazonia.org.br 
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Simone Silva Gomes disse...

Esta semana passei perto dos escritórios do CCBM estava bem movimentado, muitos trabalhadores e trabalhadores aguardando lá em frente com pastas de papelão nas mãos. Achei estranho todo o movimento, porém agora entendi: Eram novos trabalhadores para repor o "estoque".